blog
amo branding

Quatro valiosas lições de branding para sua marca

9 de março de 2017

Posicionamento de marca, você já sabe, não é uma ciência exata. Não há fórmulas nem receitas prontas com uma lista de decisões que servirão da mesma forma para diferentes negócios – cada caso é um caso, vale sempre lembrar. Toda e qualquer ação trará perdas e ganhos: é preciso colocar na balança e ver, em seu caso, qual para qual lado cada escolha vai pender. Mas existem lições de branding que sempre significarão resultados mais positivos. E pulando a fase do tentativa e erro, que costuma ensinar, a lista abaixo traz quatro delas!

lições de branding
imagem menininha estudando via Shutterstock

MUDEI, E AGORA?!
Reposicionamento de marca não se comunica com palavras. Você pode até querer fazer textão, contar, explicar, mal não faz. Mas rebranding se torna percebido graças ao combo “ação + repetição + persistência”. O que é feito repetida e consistentemente vale mais do que um milhão de caracteres!

NETWORKING ENCURTA CAMINHOS
Fortalecer uma marca é, sim, mais fácil para quem socializa na medida certa – com estratégia, moderação, sem oba-oba. Contatos e relacionamentos ajudam muito na comunicação de imagem, sem dúvida. Aposte, invista, insista.
p.s. mas, até para exemplificar que nada é 0-100% no branding, vale citar a teoria anti-networking do ótimo livro Show Your Work, que garante que é possível ter ótimos resultados apenas com um ótimo trabalho.

NA LINHA DO TEMPO
Unidade. Esta é a palavra-chave quando se fala de branding – pessoal, inclusive – ao longo do tempo. O importante é ter um fio condutor, aquela linha que costurará a história de uma marca, mesmo que ela tenha diferentes fases e focos no decorrer dos anos (e são grandes as chances de que ela tenha, afinal). Busque sempre a tal coerência e as eventuais mudanças jamais terão efeito negativo.

O FOCO NA COMUNICAÇÃO
Uma das dúvidas mais recorrentes do branding diz respeito ao nicho. Vale sempre reforçar que, não, um negócio não precisa – nem deve – se ater a um único produto ou serviço como saída exclusiva para ter uma marca forte. O foco está muito mais na comunicação, ou seja, na maneira como sua empresa será reconhecida pelo mundo. Sim, mas convém evitar exageros, pois o posicionamento inclui fazer escolhas e abrir mão de alguns pontos.
obs. exemplificando para deixar mais claro: sua lanchonete especialista em coxinhas pode e deve ter um ótimo cardápio de sucos e aquele brownie que é sinônimo de excelência em sobremesas. Mas, na comunicação, será preciso definir se você deseja ser “A” referência em coxinhas, em sucos ou em brownies – dificilmente uma única marca será especialista nos três!


VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE LER…

  1. Janeisa Tomás Em 12/03/2017

    Olá Alê, excelente post que só me relembra o que vim a fazer e estou fazendo. Adorei o exemplo da lanchonete que se especializou em cozinhas, mas não abandonou o cardápio em geral. Às vezes, me percebo um pouco limitada pelo nicho escolhido. Porém, foi uma opção e embora eu tenha um cardápio variado, as 50+ estão em todos os pratos que ofereço.
    Beijos!

    Você está fazendo um ótimo trabalho, por sinal, super redondinho! Te acompanho sempre!
    bjo grande




  2. Déborah Alvares Em 03/04/2017

    Oi Alê! Os posts não são mais semanais? bjs